.:GESE:.: FABRICAR MÓVEIS DE BAMBU DA DIGNIDADE A PRESOS DE BOA ESPERANÇA (MG)

Adicionado 13/07/2012

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

FABRICAR MÓVEIS DE BAMBU DA DIGNIDADE A PRESOS DE BOA ESPERANÇA (MG)

Detentos do presídio de Boa Esperança(MG) passam o tempo que terão que ficar entre grades criando móveis. O projeto é uma parceria da segurança pública com o Sindicato Rural, que permitiu que sete detentos fizessem o curso de artesanato em fibras naturais no Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). A matéria-prima, o bambu, é doado por produtores da cidade.
Depois de fazerem o curso em março deste ano, os próprios presos tiveram a iniciativa de montar a oficina. Com o apoio da família, compraram os equipamentos e ferramentas. O negócio vai tão bem que eles têm encomendas até o final do ano.
A rotina que teriam que cumprir por anos ficou mais interessante com o trabalho e eles ganharam ânimo enquanto cumprem a pena. O 'expediente' é cumprido em um espaço ao lado do presídio, onde passam o dia todo criando e produzindo os móveis entre cadeiras, mesas de centro, cabideiros, e outros. "O projeto gira em torno de nós todos. Um queima os bambus, o outro corta e o outro fura. Então cada um tem aqui a sua função", conta o detento Luciano Siqueira da Silva.
Reginaldo da Silva é o administrador da oficina e foi ele quem conseguiu vender a primeira peça, através da esposa. "Ela levou para mostrar em um pequeno salão que a minha irmã tem, aí nisso a vizinha da minha mãe interessou também, e foi divulgando", explica Reginaldo. O dinheiro arrecadado com as vendas é destinado às famílias dos presos. Além de ajudar a família financeiramente, para cada três dias trabalhados, um é reduzido da pena.
Detentos fazem móveis de bambu apos curso do Senar em Boa Esperança (Foto: Reprodução EPTV / Erlei Peixoto)Detentos fazem móveis de bambu após curso em Boa Esperança (Foto: Reprodução EPTV / Erlei Peixoto)
O defensor público Frederico de Paula Zucarelli viu o trabalho e se tornou um dos clientes da oficina. Ele adquiriu vários móveis para decorar a casa e incentivar os detentos. "Eu acredito que a sociedade tem que ter uma mudança de conceito em relação a esses presos, então é preciso incentivar a capacitação técnica deles pra que eles voltem como pessoas de bem para a sociedade, com uma profissão e capacidade financeira razoável para sustentar suas próprias famílias", disse Zucarelli.
 Agora, a diretoria do presídio estuda uma forma de ampliar a oportunidade para outros presos. "Tentar dar uma oportunidade para o preso trabalhar, assim fica mais tranquilo pra todos, os presos e os funcionários", explica o diretor do presídio, Bruno Tiso Pereira.
Para ajudar
Quem ficou interessado em adquirir os móveis, pode procurar a assistente social Gisele Oliveira, no Presídio de Boa Esperança localizado na Avenida Mariquinha Gomes, 215. O telefone para contato é o (35) 3851-2230.

LEMBRAI-VOS DOS PRESOS .......          Hebreus 13/3

Nenhum comentário:

Postar um comentário