.:GESE:.: PROGRAMA "CONTE ATE 10" TENTA EVITAR OS HOMICIDIOS POR MOTIVOS FUTEIS

Adicionado 13/07/2012

domingo, 2 de dezembro de 2012

PROGRAMA "CONTE ATE 10" TENTA EVITAR OS HOMICIDIOS POR MOTIVOS FUTEIS

Conscientizar a população, principalmente os jovens, sobre a necessidade de se evitar soluções violentas que atentem contra a vida em situações de conflitos cotidianos, como discussões no trânsito, é o foco da campanha “Conte até 10”, lançada nesta quinta-feira (08/11) pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e pela Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp), integrada pelo CNMP e pelo Ministério da Justiça e Conselho Nacional de Justiça.

 O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, defendeu a integração entre governo e sociedade civil para promoção de uma cultura de paz e citou o exemplo da Campanha do Desarmamento. “O Ministério da Justiça vem desenvolvendo de forma integrada com governos estaduais e municipais, além da sociedade civil, a Campanha do Desarmamento. Temos clareza de que ter uma arma do lado faz com que as pessoas não contem até dez. Quando conseguimos arrecadar mais armas de fogo, caem os índices de homicídio. Somente a integração entre governo e sociedade é capaz de substituir a cultura da violência pela cultura da paz”, esclareceu.
Segundo o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, dados compilados pelo CNMP relativos a 16 unidades da federação mostram que, na maior parte dos estados, mais de 50% dos crimes de homicídio são resultado de ações impulsivas ou cometidos por motivos fúteis. “Os números são impressionantes. São crimes que arrasam famílias e na grande maioria das vezes o autor se arrepende em seguida. A ideia da campanha é envolver a sociedade para se buscar mais tolerância e calma. É fundamental contar até 10”, ressaltou.
O secretário de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, Flávio Caetano, destaca que para combater a violência no país são necessárias medidas preventivas e culturais, além das ações repressivas. “A Enasp é um programa conjunto exemplo, que se dedica a investigar e julgar, a campanha vem para mobilizar a sociedade”, disse.
A conselheira Taís Ferraz, coordenadora do Grupo de Persecução Penal da Enasp, reforça que há muito a ser feito para mudar a atitude de violência. “Acontece em momentos em que a pessoa perde a cabeça por conta de uma fechada no trânsito ou um pedido de horas. São situações que parecem pequenas, mas que se revelaram em números significativos. Não eram pessoas com histórico de violência, mas em que determinado momento tiveram uma atitude impensada”, afirmou.
A campanha Conte até 10 é estrelada por lutadores renomados do Ultimate Fighting Championship (UFC), como os campeões mundiais Anderson Silva (peso-médio) e Júnior Cigano (peso-pesado); e os judocas Leandro Guilheiro, duas vezes campeão olímpico, e Sarah Menezes, campeã olímpica em

..escutai  o meu dito :porque eu matei um varão, por me ferir ,e um jovem por me pisar  GENESIS 4/23

Nenhum comentário:

Postar um comentário