.:GESE:.: PENITENCIÁRIA DA REGIÃO DE CURITIBANOS (SC) , PRESÍDIO MODELO , OREMOS POR ELES

Adicionado 13/07/2012

quarta-feira, 12 de março de 2014

PENITENCIÁRIA DA REGIÃO DE CURITIBANOS (SC) , PRESÍDIO MODELO , OREMOS POR ELES


Atualmente, empregando mão-de-obra de detentos do Regime Semiaberto, as empresas Berlanda Estofados (110 presos), Gaboardi (22 presos), Girardi (14 presos), Lunelli Lâminas (10), IOB Brinquedos (35 presos) e Engenharq Artefatos de Cimento (10 presos) mantêm convênio com a Penitenciária e, nos próximos dias, mais uma empresa (Samistraro Lâminas) estará se juntando ao grupo, com a utilização da mão-de-obra de cerca de 20 detentos. “A partir de março, se novas empresas tiverem interesse em firmar convênio com a Penitenciária, deverão repassar o valor equivalente a um salário mínimo por preso empregado”, adiantou Vladecir.

Segundo o diretor, a assinatura dos contratos acontecerá nos próximos meses, na sede do Departamento Estadual de Administração Prisional (Deap), com a presença do diretor Leandro Lima, da secretária de Estado da Justiça e Cidadania Ada de Luca e, possivelmente, presença do governador Raimundo Colombo.
Além dos presos do Semiaberto, a empresa Gaboardi utiliza mão-de-obra de 300 presos do Regime Fechado, que produzem, dentro de suas celas, prendedores de roupa e artigos para a empresa, sendo remunerados de acordo com a produção. “Podemos afirmar que hoje, 100% dos presos estão trabalhando. Não há ociosidade na Penitenciária e isso tem contribuído para que não haja incidentes e nem tentativas de fuga, se tornando a Penitenciária um modelo em todo o Estado”, avaliou Vladecir.
De acordo com o advogado da Penitenciária Fabio Brocardo, um dos grandes benefícios do trabalho dos presos é o instituto da remição da pena, sendo que, a cada três dias trabalhados, um será diminuído da pena. “O preso que trabalha não causa transtornos dentro da unidade e isso já faz toda a diferença. O trabalho é a forma de o preso resgatar sua pena de forma digna e ser reinserido na sociedade, na maioria das vezes, com o aprendizado de uma profissão”, ressaltou o advogado.


OUTRAS AÇÕES
Na área de segurança, a direção da Penitenciária já realizou modificações junto ao portão de acesso para controle de visitantes e já iniciou o processo de melhoria na estrutura do alojamento da Polícia Militar. Outra novidade foi a instalação da Sala do Advogado, para atendimento da OAB. “Toda a estruturação da sala, com os devidos equipamentos necessários para o atendimento se deu através do Conselho da Comunidade, se tornando um grande avanço para a agilidade do atendimento aos presos”, revelou o diretor.
Vladecir anunciou, ainda, para os próximos dias, a reforma da cozinha que foi parcialmente destruída por um incêndio no ano de 2012, e a construção de uma sala específica para revista dos presos que retornam dos trabalhos externos, junto ao Setor de Segurança.
Nesta semana, a diretoria da Penitenciária programou uma reunião com a equipe a fim de fazer o planejamento semestral das ações, para discutir novos investimentos através recursos próprios, e estudar a reativação de serviços como aviário e feirinha, que deverão ser implantados em médio prazo.

A parceria com a Prefeitura de Curitibanos vai possibilitar que apenados da Penitenciária executem trabalhos de serviços gerais ao município.
De acordo com o diretor, um período experimental de 20 dias será estabelecido para avaliar a viabilidade da parceria. “Para que a ação se concretize, depende de autorização judicial e, se favorável, cerca de ........ presos serão disponibilizados para a execução dos serviços”, explicou.
O diretor também vem estabelecendo conversações com a prefeita de SCS Sisi Blind, com o propósito de disponibilizar a mão-de-obra dos apenados para os serviços de limpeza e manutenção de ruas do município.

PRESOS PROVISÓRIOS
Em relação à UPA, que está a um ano instalada junto à Penitenciária e aloja cerca de cem presos provisórios, o diretor esclareceu que foi uma medida que deu certo e que, em todo esse tempo, não houve problemas com fuga e nem com familiares, que passam pelo sistema de visita estabelecido a todos os presos da unidade. “A exemplo dos outros, os presos provisórios contam com atendimento médico, odontológico e de advogado, aguardando, de maneira íntegra, a sentença judicial”, concluiu Vladecir.

LEMBRAI-VOS DOS PRESOS.....       HEBREUS 13/3

Um comentário:

  1. Amém, e eu sei que Deus se preocupa com cada ovelha perdida, e a parti de hoje vou começar a orar por eles
    http://jesusadoradores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir