.:GESE:.: PRESIDIÁRIOS DE RONDÔNIA : RESSOCIALIZAÇÃO PELO ESPORTE!!

Adicionado 13/07/2012

domingo, 3 de novembro de 2013

PRESIDIÁRIOS DE RONDÔNIA : RESSOCIALIZAÇÃO PELO ESPORTE!!

Aconteceu na manhã da quarta-feira (9 de outubro) no Centro de Ressocialização Cone Sul, em Vilhena, a final da 1ª Taça de Futsal “Bola da Esperança” entre reeducandos. O torneio faz parte do projeto maior de ressocialização que o governo de Rondônia tem desenvolvido em todas as unidades prisionais, por intermédio da Secretaria de Estado de Justiça (Sejus).

A competição aconteceu durante 45 dias, envolveu mais de 80 reeducandos, que formaram 10 equipes, e o interessante é que, de forma original e criativa, resolveram homenagear os peixes da região amazônica, denominando as equipes de Lambari, Tambaqui, Pintado, Mandí, Tucunaré, Pirarucú, Pirarara, Curvina, Mandi, Matrinxã e Piau.  As equipes que disputaram a final foram: Tambaqui, que ficou com o 3° lugar; Piau em 2° lugar e a campeã foi a Matrinxã.
A secretária de Justiça, Elizete Lima, se fez presente no evento, representando o governador Confúcio Moura e pode constatar que em apenas um ano de funcionamento o Centro de Ressocialização Cone Sul já virou modelo para todo o Estado, pois tem mais de 90% dos reeducandos envolvidos em atividades educacionais, laborais e de capacitação profissional. “Estamos fazendo história aqui em Vilhena, pois os bons exemplos e os bons projetos aqui praticados estão servindo de referência para as outras unidades prisionais do Estado e já ganham também destaque nacional. O diferencial desta unidade é que aqui existe uma direção competente e servidores comprometidos com um projeto novo de resgatar vidas e, não somente aplicar a dureza da pena sem garantir dignidade humana aos apenados”, destaca.
Representando a prefeitura de Vilhena, que foi a grande parceira do governo na realização da taça “Bola da Esperança”, o secretário de Esportes do município, Welington Oliveira, reafirmou a importância da sociedade apoiar projetos como os que estão sendo desenvolvidos entre os apenados, tendo no esporte uma ferramenta de inclusão social, resgate de dignidade, promoção da saúde e do lazer. “Hoje, o que presenciamos aqui no campeonato entre apenados é muito gratificante. Posso dizer que todos nós vencemos: os ‘detentos atletas’ e nós do poder público que estamos presenciando como o esporte pode trazer um clima de paz para qualquer lugar. Neste campeonato nós arcamos com as despesas da arbitragem e premiações, mas a disposição da prefeitura é continuar parceira de outros projetos que tragam outras modalidades esportivas para o centro de ressocialização”, finaliza.
O diretor do Centro de Ressocialização, Juraci Duarte, destacou como tem sido  importante trazer parceiros, tanto do setor público como da iniciativa privada, para desenvolver atividades que tenham como foco principal preparar os apenados para o retorno a sociedade quando cumprirem suas penas, sem voltar para as práticas delituosas. “Dá um trabalho danado ir conquistando os corações e mentes das pessoas para que voltem a acreditar que é possível transformar vidas dentro de uma prisão, mas estamos ganhando cada vez mais adesão de parceiros que tem apostado e estão nos ajudando a cumprir nosso objetivo principal aqui do centro, que é a ressocialização”, comenta.
O diretor Duarte ainda destaca que só tem a agradecer aos parceiros, aos agentes penitenciários e servidores que trabalham na unidade. “Já é possível perceber que estamos colhendo os frutos do trabalho que estamos desenvolvendo aqui: os apenados estudam, trabalham, praticam esporte, participam de atividades religiosas. E, por conta do não uso do tabaco, já caiu em mais de 70% as incidências de doenças respiratórias entre os apenados e as ocorrências na nossa enfermaria tem diminuído bastante”, complementa.
O goleiro do Vilhena Esporte Clube (VEC) e campeão estadual com quatro títulos, Mário Rocha acompanhou todo o evento e parabenizou ao governo do Estado e a prefeitura de Vilhena pelas oportunidades que tem dado para aqueles que muitos não querem nem olhar. “Esta é uma iniciativa arrojada, corajosa e responsável. Nosso futebol não poderia ser melhor aproveitado, pois o esporte resgata vidas, o esporte é tudo”, disse.
A final do campeonato foi um momento muito especial para o reeducando Mário Jamile, 23 nos, que foi o artilheiro da Taça, com 50 gols marcados. “Show de bola essa atividade, parabéns pela iniciativa. Ainda bem, que mesmo aqui dentro, pude mostrar o tanto que gosto de futebol”, comenta emocionado.
Para o apenado Lorizete Almeida, a iniciativa de levar o esporte para dentro do centro foi excelente. “É difícil ver acontecer isto dentro de uma penitenciária. Mais legal é ver todos em harmonia e mostrando que somos aptos e estamos quebrando o preconceito de como a sociedade olha pra nós”, afirma.
Também prestigiaram a final do campeonato e a premiação das equipes campeãs, o secretário Executivo do Governo no Cone Sul, Josué Donadon; o assessor de reinserção da Sejus, Rodolfo Teixeira; o representante da empresa Eduardo Materiais de Construções,  Edison Schimidtke, entre outras personalidades locais.

LEMBRAI-VOS DOS PRESOS ...                                               HEBREUS 13/3

Nenhum comentário:

Postar um comentário