Adicionado 13/07/2012

sábado, 29 de setembro de 2012

Uruguai aprova projeto que descriminaliza o aborto

O projeto volta ao Senado, onde não deve ter problemas para sua aprovação final. Votação na Câmara dos Deputados uruguaia foi de 50 votos a favor contra 49


Câmara dos Deputados uruguaia
Se o projeto for ratificado, o Uruguai será o primeiro país da América do Sul a descriminalizar o aborto
Buenos Aires - Por 50 votos a favor e 49 contra, a Câmara dos Deputados do Uruguai aprovou, na noite desta terça-feira, um projeto de lei que descriminaliza o aborto até a 12ª semana de gestação,14ª em caso de estupro e prazo indeterminado em caso de risco para a saúde da mãe. O texto aprovado muda a proposta que já havia sido aprovada pelo Senado, em dezembro. Agora, o projeto volta ao Senado, onde não deve ter problemas para sua aprovação final, já que o partido governista da Frente Ampla tem maioria absoluta
Se o projeto for ratificado, o Uruguai será o primeiro país da América do Sul a descriminalizar o aborto. A proposta do partido do governo, foi rejeitada em duas oportunidades. A última delas, a denominada Lei de Saúde Sexual e Reprodutiva, foi vetada pelo ex-presidente Tabaré Vázquez, em 2008. O então presidente justificou sua decisão a "razões filosóficas e biológicas" e provocou uma crise em seu partido. O presidente José "Pepe" Mujica já anunciou que não vetará o projeto.
A Frente Ampla teve o apoio de um dos deputados do Partido Independiente (PI, de centro), Iván Posada, que compensou a perda do voto de um deputado governista, Andrés Lima, que foi autorizado pelo partido a votar contra a matéria. Tanto Frente Ampla quanto o Partido Colorado (de centro-direita) decidiram aplicar a disciplina partidária para o tratamento da matéria. A medida fez com que vários deputados declarassem, antecipadamente, a decisão de se retirar do plenário na hora da votação, para serem substituídos por seus suplentes.
Entre seus defensores, a lei dará à mulher "as maiores garantias" para realizar o aborto, como afirmou Posada. Já os detratores, como o Partido Nacional, evocaram o "direito à vida" e "a defesa dos direitos humanos" para tentar derrubar a matéria. O texto do projeto estabelece que toda mulher "terá direito a decidir a interrupção voluntária de sua gravidez durante as primeiras 12 semanas do processo de gestação".
Segundo o deputado governista Juan Carlos Souza, o projeto "não legaliza o aborto, mas abre uma instância importante para que as mulheres decidam livremente se vão abortar, com adequado apoio médico e legal, sem que sejam consideradas criminosas". A líder do ONG Mulher e Saúde no Uruguai (Mysu, pela sigla em espanhol), Marta Aguñin, explicou que o projeto aprovado não descriminaliza totalmente a interrupção voluntária da gravidez porque obriga a mulher a apresentar-se perante um tribunal integrado por médicos e assistentes sociais, para explicar sobre a decisão de interrompê-la.
Aguñin argumenta que o tribunal "é moralizante" e determina que a mulher reflita durante cinco dias antes de autorizá-la a realizar o procedimento. Em nota, a líder do grupo afirma que ninguém garante que o sistema de saúde público ou privado esteja em condições de oferecer os serviços de aborto durante o período determinado pela lei. Se o processo demorar mais que o prazo estipulado, o aborto continuará sendo um delito e a mulher corre o risco de ser punida, destacou a nota. Pesquisa de opinião pública realizada pela consultoria Cifra, na semana passada, revelou que 52% dos uruguaios apoiam a iniciativa, que é rejeitada por 34%. 


LOS CRISTIANOS URUGUAYOS DECIMOS VEMENTEMENTE   NO !!!!!!!!!!!!!!

Lamentavelmente mais uma vez,parte do povo Uruguayo toma uma posiçao antibiblica e contra a vida .
Decadas atraz o Uruguay foi o primeiro país a legalizar o divorcio em toda sua amplitude ,depois o casamento entre pessoas do mesmo sexo agora o aborto e logo a legalizaçao da"Maconha".
Como Uruguayo e Cristao nao podemos concordar de jeito nenhum com o que muitos chamam de ideias "PROGRESSISTAS"
Desde nossa amada Curitiba conclamamos ,nossos irmaos Brasileiros a orarem em favor dos Uruguayos que em forma evidente fica manifesta a sua falta de DEUS em decisoes tao importantes.
Tambem pedimos ajuda em oraçao para que o Senhor providencie recursos financeiros a fim de podermos evangelizar mais o nosso país.              PASTOR HUGO CHAVEZ


O MEU POVO FOI DESTRUIDO ,PORQUE LHE FALTOU CONHECIMENTO ;PORQUE TU REJEITASTE O CONHECIMENTO,TAMBEM EU TE REJEITAREI,PARA QUE NAO SEJAS SACERDOTE DIANTE DE MIM;VISTO QUE TE ESQUECESTE DA LEI DO TEU DEUS,TAMBEM EU ME ESQUECEREI DE TEUS FILHOS         OSEIAS 4/6

2 comentários:

  1. Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom, li algumas coisas folhe-ei algumas postagens, gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, e espero que continue se esforçando para sempre fazer o seu melhor, quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha. Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que haja muita felicidade e saude em sua vida e em toda a sua casa.
    PS. Se desejar seguir o meu humilde blog, Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.

    ResponderExcluir
  2. claudioh73@hotmail.com4 de outubro de 2012 10:24

    URUGU"AY del día! porque cercano está el día de Jehová, y vendrá como destrucción por el Todopoderoso. Joel 1:15
    Oremos por los hermanos uruguayos

    ResponderExcluir