.:GESE:.: PRESIDIOS COM NOVAS TECNOLOGIAS :DETECTOR DE METAIS EM FORMA DE BANQUETAS

Adicionado 13/07/2012

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

PRESIDIOS COM NOVAS TECNOLOGIAS :DETECTOR DE METAIS EM FORMA DE BANQUETAS

Presídios de Três Lagoas recebem quatro banquetas para detecção de metal

Três Lagoas receberá quatro, dos 35 detectores de metal em formato de banqueta, que serão distribuídos em 29 presídios do Mato Grosso do Sul. Um investimento da ordem de R$ 23.435,00 do governo do Estado. O principal objetivo das autoridades com os novos aparelhos é a detecção de aparelhos celulares, que são escondidos nas partes íntimas dos visitantes.

Apenas o Presídio Feminino possui o detector na cidade, e, segundo informações da Agepen, receberá um segundo aparelho. A Penitenciária de Segurança Média receberá dois detectores, em virtude do movimento no local, que chega a receber uma média de 250 visitantes por final de semana. A colônia penal de regime semiaberto receberá um aparelho. Segundo informações oficiais, nenhum representante dos presídios de Três Lagoas esteve presente para receber os equipamentos, que serão enviados nos próximos dias.

A solenidade de entrega dos detectores foi realizada na manhã de ontem em Campo Grande, com a presença de autoridades do Governo e da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen).

Segundo o diretor-presidente da Agepen, Deusdete Oliveira, o sistema será um complemento aos demais procedimentos de revista desenvolvidos pelos servidores penitenciários. “Em dias de visita, temos um aumento de 40% de pessoas circulando em nossos estabelecimentos penais, e o uso dessa tecnologia vai complementar todo o trabalho manual e visual que nossos agentes realizam”, declarou o diretor-presidente, que ainda disse que o equipamento vem sendo utilizado com grande eficácia em alguns locais. “Acreditamos que a redução da entrada de aparelhos celulares será significativa”, completou Deusdete.

Dentre os 35 detectores adquiridos, três ficarão reservados para reposição em caso de algum aparelho apresentar problema. Segundo informações da Agepen, todas as 25 unidades prisionais de regime fechado administrados pela agência no Estado foram contempladas, além de quatro estabelecimentos de regime semiaberto que possuem grande movimento.

Reinserção

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Brasil Jacini, destacou que paralelamente aos investimentos feitos na segurança, a secretaria tem se dedicado e investido em programas que envolvem ações de humanização das penas e reinserção social, a partir dos quais 40% da população carcerária está trabalhando, através de 140 parcerias com empresas. “No Brasil, não temos prisão perpétua e nem pena de morte. Essas pessoas irão voltar um dia ao convívio social, portanto, é importante que possamos preparar os detentos para retornarem melhores do que quando entraram”, disse o secretário Jacini.

Pastor Hugo passando pelo detector de metais
   
Novo modelo de detector de metais

"Porque os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más. Queres tu, pois, não temer a potestade? Faze o bem, e terás louvor dela." (Romanos 13 : 3)

Nenhum comentário:

Postar um comentário