.:GESE:.: PRESIDIO MAIS LUXUOSO DO MUNDO ESTA NA NORUEGA

Adicionado 13/07/2012

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

PRESIDIO MAIS LUXUOSO DO MUNDO ESTA NA NORUEGA

BIBLIOTECA DO PRESÍDIO DE HALDEN NA NORUEGA
Foi inaugurada em abril o presídio mais "humano" do mundo. Com instalações que se assemelham mais a um hotel de luxo do que propriamente a um centro de reclusão, a penitenciária "cinco estrelas" na Noruega conta com ginásio climatizado, cozinha estúdio de áudio, pista de corrida e até celas conjugadas para favorecer o convívio social entre os presos.
O centro de detenção Halden Fengsel, o segundo maior presídio da Noruega, tem capacidade para 252 presos. A estrutura, que ocupa uma área de 30 hectares em uma floresta nórdica, demorou dez anos para ser construída e custou cerca de 1,5 bilhão de Coroas Norueguesas (o equivalente a R$ 450 milhões).
Penitenciária cinco estrelas na Noruega
"Nós queremos reconstruir os presos, estimular a confiança de cada um dos detentos através de educação e trabalho", explica o administrador da cadeia, Are Hoidal, à revista Time.
O cheiro nos corredores já deixa claro que Halden Fengsel é uma cadeia, no mínimo, diferenciada. Ao contrário do fedor de urina, cigarro ou suor dos presídios brasileiros, a penitenciária "cinco estrelas" é naturalmente aromatizada com o cheirinho de comida que vem da cozinha-laboratório, um espaço onde os próprios presos fazem cursos de gastronomia.
Penitenciária cinco estrelas na Noruega

Já a arquitetura é considerada um dos aspectos mais importantes dessa prisão. Ela simula ao máximo o mundo real, o lado de fora. Por mais que exista um muro de 6 metros de altura, ele é todo elaborado para não ser tão hostil. Fora que no meio de uma floresta escandinava fica até difícil de perceber o muro no meio das árvores. Até um grafite bem humorado foi feito em um dos muros pelo artista plástico Dolk. Tirar a imagem de instituição é o objetivo principal, diz Hans Henrik Hoilund, um dos arquitetos responsáveis pela obra.

As celas são equipadas com televisões de tela plana e mini-geladeiras. Grandes janelas verticais permitem que o sol entre com mais eficiência no "quarto". E para ninguém ver o sol nascer tão quadrado, não há nenhuma barra de ferro na prisão. A cada 10 ou 12 celas existe um ambiente compartilhado, como uma sala de estar. Aço escovado, madeira nobre, e sofás deixam a prisão com cara de showroom de móveis modernos.




Além da estrutura de primeira, os guardas não usam armas justamente para não intimidar os presos. Metade da equipe é composta por mulheres e todos os funcionários participam de atividades esportivas e refeições junto com os presos. "Muitos dos prisioneiros vêm de casas desestabilizadas, por isso queremos criar um senso de família", explica o arquiteto Per Hojgaard Nielsen.

E transformar a vida de pessoas que não tinham perspectiva é justamente o objetivo da penitenciária. "Nenhum de nós foi obrigado a trabalhar aqui, nós escolhemos isso", diz Charlott-Renee Sandvik Clasen, professor de música da prisão e membro do coral de guardas. "Nosso objetivo é dar aos prisioneiros – que preferimos chamar de pupilos- uma vida com significado dentro dessas paredes", acrescenta.

Mas será que essa metodologia de tratar bem os presos realmente funciona? Os números indicam que sim. Depois de dois anos em liberdade, apenas 20% dos presos voltam à cadeia. Nos Estados Unidos e Reino unido a taxa fica entre 50% e 60%. É claro que o baixo nível de criminalidade da Noruega é um fator importante. Na comparação, a cada 100 mil pessoas, apenas 69 noruegueses são criminosos. Já nos EUA o número sobe para 753 (a maior taxa do mundo). Mesmo assim, será que esse número não é reflexo de uma sociedade mais humana e menos repressora?
 E ajuntou se a ele todo o homem que se achava em aperto, e todo homem individado. e  todo o homem de espírito desgostoso, e ele se fez chefe deles: e eram com ele uns quatrocentos homens.
          1Samuel 22.2

Nenhum comentário:

Postar um comentário