.:GESE:.: PENITENCIÁRIA FEMININA DE PIRAQUARA RECEBE A VISITA DE REPRESENTANTES DO GOVERNO DE PANAMÁ.

Adicionado 13/07/2012

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

PENITENCIÁRIA FEMININA DE PIRAQUARA RECEBE A VISITA DE REPRESENTANTES DO GOVERNO DE PANAMÁ.

Na última semana, o Complexo Penitenciário de Piraquara, recebeu dois visitantes do Panamá que vieram conhecer as boas práticas de iniciação e qualificação profissional que são desenvolvidas no sistema prisional do Paraná, em parceria com o SENAI.

Os representantes do Governo Panamenho, Luis Carlos Rodrigues Burgos e Loyda Noemi Arosemena, juntamente com os representantes da equipe Aliança Estratégica do SENAI, Rafael Teixeira Asinelli e Jocimara Alves Pereira, tiveram a oportunidade de conhecer as ações de educação ofertadas às mulheres privadas de liberdade da Penitenciária Feminina do Paraná (PFP). 


A diretora da unidade, Rita de Cássia Rodrigues Costa Naumann, falou da importância da parceria para oferta dos cursos de qualificação profissional na PFP, “as atividades educacionais e de trabalho só ocorrem porque a equipe está afinada, compreendendo cada um o seu papel dentro daquilo que é possível fazer”, ressalta. 

Os visitantes também conheceram o canteiro de trabalho que fabrica uniformes para agentes penitenciários e presos, o qual só foi possível ser implantado, por meio da oferta dos cursos de Confecção, ministrados pelos programas O Caminho da Profissão e PRONATEC, ambos ofertados pelo SENAI.

A Coordenadora de Educação do Departamento de Execução Penal do Paraná (Depen), Glacélia Quadros, apresentou as ações educacionais ofertadas no sistema prisional do Paraná, como a Educação Básica, em parceria com a Secretaria da Educação (SEED), o Projeto de Remição de Pena pelo Estudo através da Leitura, além das ações em arte, cultura e esporte, detalhando o desenvolvimento da oferta de qualificação profissional nos estabelecimentos penais. 

De acordo com a coordenadora, essa parceria possibilitou que 27.762 pessoas privadas de liberdade fossem certificadas nos cursos profissionalizantes ofertados pelo SENAI, nas modalidades presencial e a distância. "O SENAI é um importante parceiro do DEPEN na qualificação profissional daqueles que buscam uma nova oportunidade na reintegração social e no resgate da cidadania”, afirma Glacélia.

Para a visitante estrangeira a organização e as ações que propiciam a ressocialização são impressionantes. Em conversa com as presas da PFP, Loyda Noemi Arosemena, contou que no Panamá os desafios na área penal são grandes. "Valorizem o que estão recebendo. É um privilégio poder estudar e trabalhar no sistema prisional. Isto não acontece na maioria das prisões. No Panamá não temos nada semelhante ao que vimos aqui", aconselha.

Segundo Jocimara Alves Pereira, integrante da equipe do SENAI, que acompanhou toda a visita ao Complexo, é gratificante conhecer os desdobramentos que o curso proporciona nas unidades penais. “Diante do que presenciamos, vamos nos desdobrar para que o sistema prisional continue a receber mais cursos profissionalizantes”, destaca.

Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver.
Mateus 25:36


Nenhum comentário:

Postar um comentário